terça-feira, 25 de dezembro de 2012

Hexagon - "Palavra do autor"

Quem acompanha o RangersOnline a algum tempo deve se lembrar de quando trouxe a "lendária" história de Hexagon (Hexágono), a história que Amit Bhaumik - um dos produtores de Força Animal e que, recentemente, escreveu alguns episódios de Samurai - criou para uma possível adaptação do sentai "Hurricanger", antes que a Disney mudasse a produção de PR dos EUA para a Nova Zelândia e provocasse o nascimento de Tempestade Ninja. Alguns detalhes permaneceram obscuros ou não-confirmados. Até agora.

Recentemente, o próprio Amit postou em seu blog no Tumblr sobre essa história e apresentou sua visão para a história. Abaixo trago alguns dos pontos principais do post:

- O nome "Hexágono" é uma espécie de alusão ao Pentágono (edifício usado pelo departamento de defesa dos Estados Unidos) e uma forma de referenciar a estrutura de Power Rangers que, na maior parte das temporadas, são grupos de seis integrantes;

- A ideia por trás desse projeto era "limpar" o universo Ranger da carga de continuidade que acumulou no decorrer dos anos, amarrando as pontas soltas que surgiram no decorrer de todas as temporadas enquanto prepara o terreno para que a série seguinte fosse o início de uma nova era;

- Haveria explicação para várias dúvidas como a criação de Terra Venture, a identidade do Ranger Fantasma dentre outras coisas;

- Tommy seria o líder do grupo, que seria uma espécie de "armada", contando com uma grande infraestrutura da qual muitos ex-rangers fariam parte;

- A série seria focada no trio de Rangers de Hurricanger, que teriam seus poderes vindos de Ninjor (antigo aliado dos heróis em MMPR). Esse grupo atuaria em várias regiões do mundo, incluindo aí alguns dos locais vistos em outras séries como Mariner Bay, Alamada dos Anjos e Silver Hills. Os grupos teriam um jato com camuflagem e que seria pilotado por Joel, o Ranger Verde de Lightspeed Rescue;

- Vilões sumidos como Principe Gasket, Archerina, Scorpina e Lokar voltariam a dar as caras. A idéia também envolvia pegar os vilões de Hurricanger e fazer cada um ter sua própria facção, ao invés de um grupo único;

- Os Rangers enfrentariam a oposição dos "Beetle Rangers" (os Gouraijers de Hurricanger que terminaram virando os Rangers Trovão de Tempestade Ninja), um grupo com o ideal de que os Rangers devem agir de forma independente sem depender dos desmandos de um homem só;

- Como PR sempre teve a "tradição" de fazer com que o grupo sempre tivesse duas meninas, Amit pretendia convencer a Bandai a criar uma Ranger exclusiva para série. Ela seria da cor Amarelo escuro e membro dos Beetle Rangers. Esse grupo seria um tanto rebelde e anti-autoritário;

- O conflito central da série seria a rivalidade entre os grupos "Rangers Hexágono x Beetle Rangers", no qual os grupos se confrontariam por motivos próprios e não por causas externas como lavagem cerebral ou controle da mente;

- Jason iria ter um papel recorrente na série e agiria como uma espécie de "irmão mais velho" para os Beetle Rangers. Na visão de Amit, Jason teria se tornado uma pessoa que estava levando uma vida a margem da lei e que seria contra o Hexágono, inclusive entrando em conflito com Tommy por conta disso;

- Amit também apresenta sua ideia para adaptar o personagem "Shurikenger": ele seria o Tommy. Amit revela que a semelhança do uniforme desse personagem com o do Ranger Verde era uma oportunidade grande demais para fazer com que o personagem não fosse o Tommy. A ideia era estabelecer o personagem como o "Ranger mais poderoso já criado" para que terminasse se tornando o maior desafio dos Rangers;

- A medida que a série seguisse, o trio principal iria rever suas atitudes e se revoltar contra o Hexágono após este crescer e se tornar incontrolável. Tommy terminaria se tornando um antagonista e entraria em confronto com os heróis. Ao final, os Rangers iriam mostrar a Tommy que concentrar tanto poder em um lugar é um erro pois envolve riscos como abuso de poder. Isso o faria optar por acabar com o Hexágono, fazendo com que cada um seguisse o seu rumo, o que representaria um fim de uma era para os Power Rangers para que a próxima temporada se apresentasse como um novo começo;

- Amit termina dizendo que a ideia para o Hexágono não poderia ser usada nos dias de hoje, devido as mudanças pelas quais o mundo. Outra coisa que inviabilizaria o projeto é que ele dependia da estrutura de Hurricanger que apresentava dois grupos rivais. Segundo ele "é uma ideia para a sua época".

Para ler a postagem na integra, clique aqui.

Fontes: Blog do Amit e RB.

Meus comentários:

Antes de mais nada, vale fazer aqui um apontamento muito importante: essa é apenas a ideia inicial de UM membro da equipe de criação envolvida em Power Rangers. Existem vários estágios no processo de criação dos roteiros e histórias de uma série e, por isso, o plano original poderia ter sofrido muitos ajustes caso tivesse sido levado adiante.

Isso dito, vou dizer que eu mantenho a mesma posição que eu tinha quando descobri a história dois anos atrás: soa como uma fanfic ruim. Claro, digo isso com todo respeito aos autores de fanfics. Existem alguns que são bons e que com capacidade para criar trabalhos melhores que os ditos profissionais. Por isso, deixo ênfase no "ruim".

Ok, sendo justo existem algumas ideias que achei muito interessantes como a "Beetle Ranger Amarela" e uma rivalidade entre os dois grupos que NÃO envolve lavagem cerebral, controle mental ou mal-entendidos. Mas mesmo elas enfrentam alguns problemas fundamentais:

1°) Certo, três Beetle Rangers com a combinação de cores favorita deste que vos escreve, mas como explicar a presença de só dois zords no Megazord deles? No RB, alguém sugeriu usar o "mini-zord" de NS, mas acho que isso poderia ir um pouco contra a ideia de apresentar uma figura feminina forte dentro do grupo.
Uma saída poderia ser fazer algo como o que tinha em Changeman onde dois Rangers dividiam o mesmo zord mas na minha visão, esse tipo de coisa não caberia em PR que foi criado em uma época onde sentai estabeleceu um robô para cada membro do grupo, mesmo que esse robô terminasse sendo uma peça irrelevante nas evoluções do Megazord (eu diria que o caso mais grotesco foi com os zords das Rangers Amarela e Rosa em Samurai: no Gigazord, eles eram apenas peça decorativa no sentido LITERAL da coisa)
2°) A rivalidade entre os dois grupos pode render excelentes histórias, mas sua presença pode ser danosa a série que sempre mostrou os Rangers como, não somente um grupo de heróis, mas também como um grupo de amigos que apoiavam um ao outro de forma incondicional sem se importar com aspectos superficiais como sexo ou cor da pele.

De resto, vou simplesmente finalizar repetindo o que disse a dois anos atrás:

"[...] o Tommy está desgastado desde que virou Ranger Branco (minha opinião). Eu não ia aguentar uma série que tivesse esse tipo de história e que fizesse tudo girar em volta dele de novo. Sério. Adorei Dino Trovão, mas uma parte de mim sempre quis que tivesse sido o Jason ou o Zack a retornarem ao invés dele.

Bem, de qualquer forma, real ou não, o tal Hexágono não vingou e tivemos Tempestade Ninja da forma como conhecemos, para a alegria de uns e raiva de outros que não gostaram da série. E para ser sincero, acho que no final foi melhor assim."

Abraços!

5 comentários:

Anônimo disse...

Depende de como a história fosse conduzida. Eu curti bastante de como NS foi feito, e é uma das minhas séries favoritas até hoje. Mas a idéia não seria de todo má, desde que não criasse os famosos "plot holes" vistos em "Forever Red", por exemplo. Quanto aos teus pontos, concordo e discordo. Realmente já chega de Tommy, daqui a pouco os fãs vão morrer todos com overdose. Já deu tudo o que tinha que dar, e isso ainda nas primeiras temporadas. Mas o fato de ter mais de um ranger no mesmo zord já foi usado na terceira temporada de MMPR, em que tanto o Tommy quanto a Kat dividiam o controle do White Shogunzord. Então não seria novidade, e nem uma coisa necessariamente má. Quanto ao segundo ponto, discordo também. Bater sempre na mesma tecla às vezes torna um produto monótono e repetitivo, e daí o sucesso de PRiS, por exemplo. Muitos fãs abandonaram PR por crescerem e taxarem a série como "infantil", no entanto iS conseguiu agradar tanto a gregos como troianos, por assim dizer, ao continuar sendo uma série infantil, mas ao mesmo tempo trazendo temas mais adultos.

Anônimo disse...

Se tivesse acontecido isso
faria Dino Thunder ser totalmente
diferente: talvez adaptando mais
o enredo de Abaranger apenas
diminuindo a comedia! E sera que
Megaforce com varios personagens
voltando pode acabar seguindo o
caminho de Hexagon ?

Izzy disse...

Gosto e que nem c*, cada um tem o seu.
Eu achei foda o enredo,mas concordo na questao do Tommy de novo como centro das atenções,já encheu. Talvez se fosse o Jason ou ate o Adam no lugar dele, e o Ranger Fantasma como mentor dos BeetleRangers, na minha opiniao seria foda demais...

Skywalker disse...

Gostei da idéia do Hexágono e torso para que Megaforce tenha um enredo original e use o menos de cenas sentai possível! Porque xerox de sentai pra mim já chega!!!

Por isso InSpace RPM entre outras agradaram os fâs assim como eu!

Dos Rangers vermelhos veteranos gostaria de ver Carter ou Wes novamente em ação! E é sempre legal ter um veterano ajudando os novatos! Dá um toque mais "real" na série!

Vitor Bruno disse...

O Tommy sempre foi e sempre sera o melhor... ele deveria estar em todos os Rangers, mesmo que apenas sendo um mentor... é sem dúvida o melhor ranger de todos os tempos